Educação Cristã

educação cristã

 

[table id=1 /]

OS SETE PRINCÍPIOS BÍBLICOS RELACIONADOS À EDUCAÇÃO CRISTÃ

 

  1. O PRINCÍPIO DA SOBERANIA– Deus é soberano, governador absoluto sobre tudo, porém chama seus filhos para serem soberanos com Ele sobre toda a criação. Quando qualquer outro pode começar a ser fonte de nossas vidas, saímos de sua soberania.
  2. O PRINCIPIO DA INDIVIDUALIDADE– Deus é uno e no entanto diverso em sua criatividade e expressão, e criou o homem à Sua imagem para relacionar-se com Ele de maneira única, mas também coletivamente, em harmonia. Deus não coletiviza sua criação. Cada coisa foi criada de forma diferente e com um propósito. Quando se perde essa visa, o resultado é a massificação ou individualismo.
  3. O PRINCÍPIO DO GOVERNO– A capacidade de escolher e de restringir-se internamente, resistindo ao pecado e submetendo-se ao Deus de amor, é a marca da liberdade. No desequilíbrio, ou se deixará a criança entregue a si mesma ou se controlará o governo interno da criança.
  4. O PRINCÍPIO DO CARÁTER– Deus deseja que Sua imagem seja formada no homem, expressando sua glória. Para tanto, o submete a pressões, conflitos e trabalho para edificar sua fé a capacitá-lo a resistir e transformar as situações. O caráter exprime uma marca feita por meio de corte (gravar, imprimir). A marca de Cristo no coração do indivíduo a seu tempo começará a manifestar-se como fruto do Espírito. O sistema educacional deve, portanto, produzir uma pressão que privilegie a marca do homem espiritual, em detrimento da velha natureza.
  5. O PRINCÍPIO DA MORDOMIA– Deus como proprietário de todas as coisas deu ao homem a responsabilidade de administrar tanto seus recursos internos como as coisas materiais externas. O homem deverá prestar contas a Deus de tudo que tem, a começar de sua propriedade básica, que é a sua própria consciência.
  6. O PRINCÍPIO DA SEMEADURA E COLHEITA– Deus ensina que o homem colhe aquilo que semeia, que há causa e efeito para tudo que se passa ao nosso redor e conosco. Fomos chamados por Jesus para produzir fruto. Um professor planta no coração do aluno o que está no seu coração, à luz da Palavra de Deus. O tempo se encarrega de revelar o que foi plantado, debaixo de oração e na confiança da promessa de Deus.
  7.  O PRINCÍPIO DO PACTO – Deus estabeleceu um equilíbrio entre a unidade interna e a união externa, de forma que somente quando há acordo em princípios, pode haver unidade em ações. A unidade interna do Espírito em nossos corações estabelece o fundamento para a união externa de nossas vidas. A unidade das idéias com princípios bíblicos no currículo promoverá a união das ações na vida do aluno.

 

Quer saber mais sobre Educação Cristã?

Leia abaixo:

ESTRUTURAÇÃO DA EDUCAÇÃO POR PRINCÍPIOS